• Mariana Benante

Quero empreender, será que preciso de um sócio(a) ?





Sabemos que Empreender no Brasil não é fácil, por isso muitas das vezes os Empreendedores optam em abrir um negócio junto com um amigo, conhecido ou até algum parente com o intuito de tornar essa caminhada menos solitária.


Porém, já ouviu o ditado: "Amigos, amigos, negócios à parte?" Então, abrir uma empresa com alguém não é algo banal, exige muito questionamento antes de tomar essa decisão, contratos a serem feitos e cálculos para identificar a viabilidade de uma sociedade no negócio.


Por isso, antes de ingressar em uma sociedade, ou convidar alguém para uma, analise os seguintes pontos:


  • AVALIE OS PERFIS DOS SÓCIOS: Na busca por um parceiro para a sociedade é fundamental que você analise e avalie os perfis técnicos, psicológicos e comportamentais dos possíveis sócios. Analise onde você e seu sócio se complementa, quais habilidades vocês possuem em conjunto para contribuir com o crescimento do negócio. E lembre-se, escolha com a razão, não com a emoção;


  • ALINHE OBJETIVOS E METAS: Desde o inicio procure deixar claro quais são os principais objetivos da empresa ou do negócio, e quais metas buscam alcançar futuramente. Aqui também é super importante definir sobre a gestão da empresa, e avaliar se é preciso alguém a mais para contribuir;


  • Caso realmente seja viável ter um sócio, opte por um SÓCIO COM EXPERTISE COMPLEMENTAR A SUA: a soma de conhecimento e habilidades aumenta a chances de atingir um bom resultado;


  • ESTUMULE UMA RELAÇÃO DE TRANSPARÊNCIA: prezar pela transparência logo desde o início irá contribuir para que todas as partes estejam cientes dos desafios da empresa e possa enfrenta-los da melhor maneira possível;


  • BUSQUE ASSESSORIA TÉCNICA: Procure por profissionais qualificados e com as respectivas especializações. Ao contar com um olhar imparcial e externo, os futuros sócios podem se despir de eventuais hábitos nocivos à empresa;


Além de todos esses questionamentos, se a sua preocupação em ter um sócio for por causa do tipo empresarial, fique tranquilo. Foi inserida no sistema jurídico brasileiro através da Medida Provisória nº 881, e finalmente convertida em Lei de nº 13.874/2019 a Declaração de Direitos e Liberdade Econômica que chegou para garantir ao empreendedor maior flexibilidade no exercício da atividade empresária.


A principal vantagem com essa lei foi a possibilidade de constituir uma sociedade limita (que sempre chamou atenção quanto a separação do patrimônio da pessoa física e da pessoa jurídica) com um único sócio.


Por isso, analise todo o contesto da sua realidade e busque orientação com profissionais para encontrar a melhor opção para o seu negócio!



67 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo